Redes Sociais

I Liga

Dérbi intenso termina com empate justo

O Vitória SC e o SC Braga empataram hoje 1-1, num ‘clássico’ minhoto, da oitava jornada da I Liga, disputado com muita intensidade e com bons momentos de futebol, com resultado justo.

Os vimaranenses colocaram-se em vantagem num golo de cabeça de Alexandre Guedes, aos 14 minutos, mas Claudemir estabeleceu o resultado final quatro minutos depois, com o resto do encontro a pautar-se pelo equilíbrio, apesar de um ligeiro ascendente bracarense.

Com este empate, o SC Braga continua invicto na prova e ascendeu, à condição, à liderança, com 18 pontos, ao passo que a formação de Guimarães somou o terceiro jogo consecutivo sem perder e mantém o sétimo posto, com 11.

O ‘clássico’ arrancou dinâmico, com ambos os rivais a procurarem ter bola e a procurarem impor velocidade no jogo para chegarem às balizas contrárias.

A primeira oportunidade da partida coube aos ‘arsenalistas’, num canto cobrado à maneira curta, em que Esgaio cruzou para o primeiro poste e Ricardo Horta apareceu a cabecear, mas ao lado do poste direito da baliza de Douglas, aos 12 minutos.

A formação anfitriã respondeu de pronto e revelou-se mais eficaz, inaugurando o marcador dois minuto depois: Davidson trabalhou na esquerda sobre Marcelo Goiano e cruzou para o ‘coração’ da área, onde surgiu Alexandre Guedes a cabecear de cima para baixo para o fundo das redes, com Tiago Sá ainda a tocar na bola.

A equipa liderada por Abel Ferreira não acusou o tento sofrido, continuou a circular a bola, sobretudo no lado direito, e demorou quatro minutos a chegar ao empate, na sequência de mais um canto curto da direita, de João Novais, em que a bola sobrou para o remate certeiro de Claudemir.

Com a maioria dos adeptos afetos ao SC Braga a entrar no estádio por volta dos 25 minutos, os ‘arsenalistas’ aproveitaram o golo marcado para conseguir, no que restou da primeira parte, um ligeiro ascendente sobre um adversário que passou a cometer mais erros com a bola nos pés, mas não criaram qualquer situação de golo.

A segunda parte arrancou com uma toada semelhante à do final da primeira parte – Braga mais avançado no terreno -, mas foi a equipa da casa a dispor de uma situação flagrante se colocar de novo em vantagem, quando Davidson rematou fora do alcance de Tiago Sá, mas Bruno Viana afastou a bola em cima da linha de baliza, ao minuto 54.

Os bracarenses ripostaram num ‘disparo’ de Wilson Eduardo à entrada da área, ao lado, aos 57 minutos, e num cabeceamento de Dyego Sousa, que falhou o alvo, aos 60, mas o jogo já estava então numa fase de equilíbrio, com os vitorianos, depois, a ameaçarem a baliza ‘arsenalista’ num remate de Guedes, aos 67.

O jogo manteve-se nivelado até ao final da partida, com Dyego Sousa a ver-lhe um golo ser anulado, aos 73 minutos, após fora de jogo, e a cabecear por cima na última ocasião do jogo, aos 90+2.

Comentar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais I Liga