Redes Sociais

I Liga

Fim da invencibilidade, assobios e lenços brancos

Foto: Twitter de Liga Portugal

O Belenenses venceu hoje o Benfica por 2-0, na oitava jornada da I Liga de futebol, impôs a primeira derrota aos ‘encarnados’ no campeonato e impediu a equipa de Rui Vitória de se isolar na liderança do campeonato.

Depois de quatro jogos consecutivos sem marcar no campeonato e seis jornadas sem ganhar, o Belenenses venceu com golos de Eduardo (36 minutos), de grande penalidade, e de Keita (42), num jogo em que Salvio desperdiçou um penálti favorável ao Benfica com o marcador a zero (32).

Numa noite de chuva e muito frio no Estádio Nacional, o Benfica foi muito perdulário e para isso também contribuiu um inspirado Muriel, guarda-redes do Belenenses que por várias vezes negou o golo aos vice-campeões nacionais.

Na ressaca da derrota com o Ajax (1-0), na Liga dos Campeões com um golo nos descontos, o Benfica entrou melhor em jogo e, apostado em marcar cedo, ocupou o meio-campo do Belenenses e dispôs da primeira oportunidade ao minuto 16, com Rafa, isolado por Seferovic, a rematar para um corte providencial de Diogo Viana.

Na sequência do lance, nova oportunidade para a equipa de Rui Vitória, com Seferovic a proporcionar a primeira defesa da noite a Muriel, que aos 20 minutos voltou a negar o golo, desta feita a Gedson, que atirou à figura do guardião.

Aos 29 minutos, Salvio reclamou falta de Lucca na grande área, e Artur Soares Dias, por indicação videoárbitro e após rever o lance, apontou para a marca dos 11 metros. Foi o próprio Salvio que tentou converter a grande penalidade, mas Muriel adivinhou o lado e impediu a festa do argentino no seu 250.º jogo pelo Benfica, mantendo o resultado em 0-0.

Aos 35 minutos chegou a primeira surpresa da noite: Vlachodimos derrubou Licá e Eduardo não perdoou na marcação do penálti, fazendo o 1-0 no Jamor.

O Benfica respondeu de imediato, novamente por Gedson, mas o médio atirou a rasar o poste. Quem não se fez rogado foi o Belenenses, que chegou ao 2-0 contra a corrente, aos 42 minutos, num lance em que o meio-campo e a defesa do Benfica ficaram a ver jogar. Keita apareceu só com Vlachodimos pela frente e rematou para o 2-0, perante os protestos dos jogadores do Benfica por uma pretensa falta no início do lance.

Como seria de esperar, o Benfica entrou a todo o gás na segunda parte, e já com Jonas em campo – no lugar de Salvio – coube ao brasileiro a primeira oportunidade dos ‘encarnados’ na etapa complementar, atirando por cima na recarga a um remate de Pizzi.

Depois do sufoco, o Belenenses começou novamente a libertar-se da teia ‘encarnada’ e, aos 70 minutos, podia ter feito o 3-0. Uma boa defesa de Vlachodimos impediu Licá de nova festa no Jamor.

Apesar de nos últimos 20 minutos ter alinhado com Jonas, Seferovic e Castillo, o Benfica perdeu discernimento e o Belenenses controlou tranquilamente a vantagem, confirmado o primeiro desaire das ‘águias’ na prova, que com 17 pontos veem fugir o Sporting de Braga (18) e podem ser ultrapassados pelo Porto (15), que recebe no domingo Feirense.

Depois do apito final, Rui Vitória foi o alvo preferencial das críticas dos adeptos ‘encarnados’, que se despediram da equipa com assobios e alguns lenços brancos.

Comentar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais I Liga