Redes Sociais

Taça de Portugal

SC Braga já está nos quartos da Taça de Portugal

O SC Braga apurou-se hoje para os quartos de final da Taça de Portugal, ao vencer o Vitória de Setúbal, no prolongamento, por 1-0, graças a um golo apontado por Pablo, aos 96 minutos.

O golo que valeu o triunfo no Estádio do Bonfim foi obtido numa altura em que os minhotos atuavam com 10 elementos devido a expulsão de Raul Silva, aos 88 minutos, por acumulação de amarelos. A partida ficou também mracada por uma grande penalidade desperdiçada por Dyego Sousa, momentos antes do lance da expulsão.

Os sadinos, que derivaram o central Vasco Fernandes para lateral-esquerdo para ocupar a posição de Nuno Pinto [jogador que luta contra um linfoma], entraram mais acutilantes e tiveram o ascendente territorial nos primeiros minutos da partida.

Após a boa entrada dos anfitriões, o SC Braga equilibrou e passou a acercar-se com perigo da área dos anfitriões. O primeiro aviso aconteceu aos 12 minutos junto da baliza de Cristiano, que viu Paulinho rematar, de meia distância, ao lado do poste esquerdo.

O lance mais iminente de golo aconteceu na área bracarense aos 38 minutos, quando Jhonder Cádiz, depois de assistência de Rúben Micael, falhou de forma incrível, ao rematar, livre de marcação, ao lado do poste direito da baliza de Marafona.

Dando mostras de insatisfação com 0-0 ao intervalo, o SC Braga entrou na segunda parte mais dinâmico e veloz, criando maiores dificuldades ao Vitória de Setúbal.

A melhor oportunidade do segundo tempo pertenceu aos vitorianos, aos 74 minutos. Em contra-ataque, Jhonder Cádiz fugiu na esquerda a Goiano e cruzou para Mendy, que cabeceou para defesa atenta de Marafona.

Dois minutos depois de entrar em campo, Wilson Eduardo, aos 80 minutos, desperdiçou uma excelente ocasião para marcar, ao rematar, após assistência de Dyego Sousa, ao lado do poste direito da baliza vitoriana.

Por falta de Dankler sobre João Palhinha, o SC Braga dispôs de um penálti, aos 88 minutos, para resolver o jogo, mas Dyego Sousa, rematou à barra.

Os bracarenses voltaram a ter novo mau momento no lance imediato, quando Raul Silva travou em falta Jhonder Cádiz e foi expulso por acumulação de cartões amarelos.

Com os sadinos a jogar em superioridade numérica, Berto, que substituiu Éber Bessa aos 89 minutos, quase marcou, aos 90+3, num remate que só não deu golo devido a defesa de Marafona, que levou a partida para prolongamento.

No prolongamento, mesmo com menos uma unidade, os bracarenses foram mais eficazes. Para isso, muito contribuiu o entendimento entre dois jogadores que tinham começado o jogo no banco de suplentes. João Novais marcou o canto e Pablo elevou-se para fazer o 1-0 dos minhotos.

Até ao apito final , o Vitória teve oportunidades para marcar, mas a clarividência, como ilustra o lance de Jhonder Cádiz (105+1), não foi a desejada, razão pela qual o Braga segurou a vantagem tangencial e apurou-se para a fase seguinte da competição.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio do Bonfim, em Setúbal.

Vitória de Setúbal – SC Braga, 0-0 (0-1 ap).

Ao intervalo: 0-0.

No final do tempo regulamentar: 0-0.

No final da primeira parte do prolongamento: 0-1.

Marcador:

0-1, Pablo, 96 minutos.

Equipas:

– Vitória de Setúbal: Cristiano, Mano (André Sousa, 102), Dankler, Artur Jorge, Vasco Fernandes, José Semedo (André Pedrosa, 98), Mikel Agu, Rúben Micael (Zequinha, 78), Éber Bessa (Berto, 89), Mendy e Jhonder Cádiz.

(Suplentes: Joel Pereira, André Sousa, André Pedrosa, Nuno Valente, Zequinha, Berto e Allef).

Treinador: Lito Vidigal.

– SC Braga: Marafona, Marcelo Goiano, Bruno Viana, Raul Silva, Sequeira, Fransérgio, João Palhinha (Pablo, 91), Esgaio (João Novais, 78), Ricardo Horta (Wilson Eduardo, 78), Paulinho e Dyego Sousa (Ryller, 106).

(Suplentes: Tiago Sá, Wilson Eduardo, Ryller, Eduardo, Pablo, João Novais e Fábio Martins).

Treinador: Abel Ferreira.

Árbitro: Luís Godinho (AF Évora).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Mikel Agu (14), Dankler (38), Raul Silva (40 e 88), Fransérgio (75), Artur Jorge (94), Dyego Sousa (97), Wilson Eduardo (103), Berto (118) e Paulinho (118). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para Raul Silva (88).

Assistência: cerca de 2.500 espetadores.

Resultados

– Terça-feira, 18 dez:

Vitória de Setúbal (L) – (+) SC Braga (L), 0-0 (0-1 ap)

Leixões (II) – Tondela (L), 20:00

FC Porto (L) – Moreirense (L), 2-2

Quarta-feira, 19 dez:

Feirense (L) – Paços de Ferreira (II), 15:00

Desportivo das Aves (L) – Desportivo de Chaves (L), 16:00

Boavista (L) – Vitória SC (L), 18:00

Sporting (L) – Rio Ave (L), 19:30

Montalegre (CP) – Benfica (L), 20:45

Notícia atualizada às 22h43

Comentar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais Taça de Portugal