Redes Sociais

I Liga

SC Braga pronto para último jogo do ano na Pedreira

O treinador do SC Braga desvalorizou hoje a menor posse de bola da sua equipa e disse esperar uma reação do Feirense à crise que atravessa, na sexta-feira, na 13.ª jornada da I Liga de futebol, o último do ano no Estádio Municipal de Braga – em 2018, joga ainda contra o Vitória de Setúbal, para a Taça da Liga, e contra o Benfica, para o campeonato, mas ambas as partidas são fora.

O Feirense não vence há quase quatro meses [em Guimarães, por 1-0, a 20 de agosto] e tem um dos piores ataques da prova, sendo que fora é mesmo o pior, com apenas dois golos marcados, mas, também por isso, Abel Ferreira diz aguardar dificuldades de uma equipa “que vai querer reagir”.

“Até há pouco tempo, era uma das melhores defesas, não só de Portugal, como da Europa, o que diz bem da sua capacidade, junta bem as linhas coletivamente e sabe muito bem o que faz e privilegia as saídas rápidas para o ataque”, afirmou o técnico bracarense.

Segundo Abel Ferreira, “o Braga tem de desafiar os seus limites a cada jogo e manter o seu foco e concentração nas suas missões táticas específicas, tem de impor o seu jogo”.

No final do jogo com o Tondela, da passada jornada [vitória por 1-0]), Abel Ferreira como lacuna “aquele ‘upgrade’, que é que o jogo continua 0-0 [depois de marcar] e continuar à procura da baliza do adversário”.

Questionado sobre se é essa parte mental que tem de ser mais trabalhada para a equipa melhorar, o técnico começou por ironizar, desvalorizando também a menor posse de bola que a equipa tem tido.

“Se contratarmos o Guardiola, o Sterling, o Messi e o Cristiano Ronaldo acho que vamos melhorar. Nós não temos só uma arma de ataque e criámos oportunidades em todos os jogos. Utilizamos a posse de bola como uma ferramenta para criar oportunidades, se quiser fazer posse de bola, faço no treino em cima da minha baliza, no jogo é para desequilibrar e fazer mossa ao adversário porque as regras no futebol são simples, ganha a equipa que faz mais golos”, sentenciou.

Dyego Sousa, melhor marcador da equipa, lesionou-se e ficou de fora alguns em jogos e, no regresso, perdeu a titularidade, tendo jogado apenas alguns minutos nas duas últimas rondas dos minhotos.

“Os critérios de escolha são muito claros, a estrela é a equipa e o rendimento é o estatuto e isto é para todos. A nossa equipa tem valores: humildade, amizade, respeito e competitividade, mas ele vai ajudar-nos porque a nossa força está no coletivo”, disse.

SC Braga, terceiro classificado com 27 pontos, e Feirense, 16.º com 10, defrontam-se na sexta-feira, a partir das 21:15, no Estádio Municipal de Braga.

Comentar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais I Liga