Redes Sociais

Seleções

Seleção procura empate em Itália com duas baixas de ‘peso’

Foto: Facebook de Seleções de Portugal

A seleção portuguesa de futebol defronta no sábado a Itália, em San Siro, num encontro em que o empate serve para garantir o apuramento para a fase final da Liga das Nações, embora tenha duas baixas de ‘peso’.

A história já não é muito ‘famosa’ para o lado luso em solo italiano (só alcançou um empate nas 12 vezes que atuou nesse país) e as ausências do capitão Cristiano Ronaldo e do central Pepe, o ‘patrão’ da defesa, prometem dificultar ainda mais a tarefa da equipa de Fernando Santos.

Com o aval do selecionador nacional e da Federação Portuguesa de Futebol, Ronaldo foi dispensado dos restantes jogos de Portugal em 2018, após a participação no Campeonato do Mundo da Rússia, enquanto Pepe viu o segundo cartão amarelo perante a Polónia e está impedido de atuar em San Siro devido a castigo.

Mesmo sem o seu capitão e goleador, Portugal deu boa conta do recado nos primeiros dois jogos do grupo 3 da Liga A da Liga das Nações, com um triunfo por 1-0 sobre precisamente a Itália, no Estádio da Luz, com um golo de André Silva, e depois com nova vitória na Polónia (3-2), naquela que foi uma das melhores exibições de Portugal na ‘era’ Fernando Santos.

Nesses dois jogos, Pepe foi capitão da seleção nacional e fez dupla no centro da defesa com Rúben Dias, que parece ter agarrado o lugar após o Mundial2018. Com o jogador do Besiktas ausente, é esperado que o campeão europeu José Fonte seja o companheiro do central do Benfica.

Com Rui Patrício dono e senhor da baliza, João Cancelo e Mário Rui devem voltar a ser os laterais da seleção nacional, embora o jogador do Nápoles tenha a sombra de Raphael Guerreiro, que está de volta aos convocados de Fernando Santos, depois de um longo período com problemas físicos.

Como tem sido habitual, o meio-campo aparece como a zona que mais levanta dúvidas na cabeça de Fernando Santos, embora Rúben Neves, William Carvalho e Pizzi tenham feito boa figura na Polónia. Bruno Fernandes, Danilo, Renato Sanches e João Mario (outro regressado) podem entrar a qualquer momento nas contas do selecionador.

Na frente, André Silva e Bernardo Silva parecem intocáveis, com Bruma, Rafa e Gonçalo Guedes a lutarem pela única vaga disponível.

Portugal já teve pé e meio na fase final da Liga das Nações, mas um golo de Biraghi nos descontos deu a vitória à Itália na Polónia (1-0) e manteve os transalpinos na luta pelo apuramento.

A Itália, agora comandada por Roberto Mancini, tenta recuperar o estatuto de ‘tubarão’ do futebol mundial, depois de falhado o apuramento para o Campeonato do Mundo, algo que não sucedia há mais de 60 anos.

Sem nomes sonantes como no passado, a ‘squadra azzurra’ tem que vencer Portugal e esperar por um desaire da seleção lusa perante a Polónia, três dias depois, em Guimarães, no encontro que encerra o grupo.

O encontro de sábado está agendado para as 20:45 (19:45 de Lisboa) e terá arbitragem do holandês Danny Makkelie.

Comentar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais Seleções