Redes Sociais

I Liga

“Temos de estar com os pés assentes no chão, vamos lutar em cada jogo para ganhar”

Foto: Facebook de Moreirense FC (Arquivo)

Declarações no final do encontro Sporting-Moreirense (2-1), da 18.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado hoje no Estádio José Alvalade, em Lisboa:

Ivo Vieira (treinador do Moreirense): “Continuo a acreditar no que podemos fazer e no crescimento dos clubes mais pequenos. O que gostava de evitar foi o que aconteceu nos primeiros 30 minutos, em que demos dois golos e só defendemos. Depois, entrámos no jogo, conseguimos atacar mais, arriscámos e isso é o que procuro para a minha equipa. Os primeiros 30 minutos não foram à medida do que perspetivava para o jogo. Os jogadores esforçaram-se, trabalharam, mas fica um amargo por não termos feito o segundo golo. Senti que podíamos ter feito mais em termos de resultado e de jogo.

[Sobre a ineficácia nas substituições] A ideia era dar mais velocidade no último terço, dar um jogador como referência na finalização, mas não conseguimos com grande fluidez. A nossa intenção é sempre a melhor, mas há um opositor que nos cria dificuldades. Temos de correr riscos, senão não conseguimos nada na vida.

[Sobre o falhanço em chegar ao quinto lugar] Há planteis muito mais bem recheados do que o nosso. Temos de estar com os pés assentes no chão, vamos lutar em cada jogo para ganhar, mas tendo noção do que somos. Existem planteis de sobra para ocupar esse lugar na tabela. Estamos conscientes da nossa valia, mas é extremamente difícil”.

Marcel Keizer (treinador do Sporting): “Depois do bom arranque podíamos ter continuado e marcado mais golos, mas foi um jogo difícil para nós. Felizmente, os jogadores mostraram uma grande energia e ganhámos o jogo.

Preocupado? Não, jogámos com o FC Porto, jogámos este jogo com o Moreirense e estamos entusiasmados por jogar a meia-final da Taça da Liga com o Braga.

Posso falar, mas não vou dizer nada sobre o árbitro.

[Sobre erros da equipa na segunda parte] Alguns queriam pressionar alto e outros queriam pressionar mais baixo. Quando isso acontece, há espaços. Vi os jogos do Moreirense com o Benfica e com o FC Porto e eles jogam bem nessa situação”.

Comentar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais I Liga